Looking for engagemeng in the classroom? Use gamification

Pasi Loman
Pasi Loman
Commercial Director - Seppo Brazil
24.1.2020

Como utilizar a gamificação na prática educativa? A metodologia da gamificação é o verdadeiro significado de aprender brincando, já que une os conceitos de assimilação de conteúdo com jogos e atividades recreativas.


No geral, o sistema de ensino atual não tem acompanhado a evolução da ciência e tecnologia dos últimos anos – o modelo de aprendizado de decorar respostas repetitivas ou receber informações passivamente, sem interação, já é considerado pouco efetivo. É por isso que inovações no campo pedagógico estão surgindo para despertar habilidades fundamentais para o desenvolvimento, como inteligência emocional, pensamento crítico e criatividade.

A gamificação é um exemplo de tendência que está aprimorando o método de aprendizagem em sala de aula. A metodologia é o verdadeiro significado de aprender brincando, já que une os conceitos de assimilação de conteúdo com jogos e atividades recreativas. Nesse conceito inovador, a finalidade dos jogos não é apenas entreter, mas educar de forma lúdica e efetiva.  

Como utilizar a gamificação na prática educativa?

Estabeleça regras e recompensas: é preciso ter clareza nos direcionamentos e nas condições das tarefas para que o aluno consiga compreender não somente a dinâmica do jogo em si, mas outras capacidades essenciais para a vida adulta, como dedicação, foco e autonomia. Além disso, é importante reconhecer cada etapa vencida e promover uma premiação, mesmo que seja simbólica. 

Videogame na sala de aula: é possível elaborar uma plataforma digital e ferramentas com base na gamificação e criar jogos que incluam fases, pontuações e desafios personalizados de acordo com a disciplina ou algum tema específico. Para jogar, basta instalar o aplicativo em tablets ou dispositivos móveis e definir os objetivos de cada etapa. Os alunos se sentirão motivados para conquistar as metas e o conteúdo será absorvido de forma natural e intuitiva.

Tarefas lúdicas para casa: lições de casa têm a fama de ser pouco atrativas e monótonas. Que tal virar esse jogo – literalmente – e propor uma atividade diferente? A lição ainda manterá o objetivo e a seriedade, mas os elementos lúdicos trarão mais entusiasmo e engajamento na sala de aula. 

Jogos de tabuleiro: a gamificação não fica restrita ao universo digital, mas pode – e deve – ser aplicada no formato analógico com muita imaginação. Os tabuleiros produzidos com materiais recicláveis, cartolina ou EVA, desenhos ou figuras e estratégicas de jogos de memória, lógica ou quiz com perguntas e respostas são ótimas iniciativas. O que mais conta é a criatividade e a colaboração entre professores e alunos.

A gamificação nas escolas é muito mais que uma brincadeira – é uma maneira inovadora de solucionar problemas, estimular o raciocínio lógico, fixar o aprendizado e engajar alunos de diversas idades.

Para saber mais sobre ferramentas personalizadas de gamificação, entre em contato com a Seppo e conheça as soluções que inspiram e motivam estudantes e professores. 

Fonte de Inspiração